no site na web Voltar ao inícioHomePesquisarPesquisarMapa do siteMapa do Site
Você sabia ?

Araribóia ou Ararigbóia em tupi, significa:

"cobra feroz" ou "cobra da tempestade".

Araribóia foi um cacique da tribo dos Temiminós, do grupo indígena Tupi, em meados do século XVI.  Nesta época os franceses, com o apoio dos índios Tamoios, tomaram o controle da Guanabara, na então Capitania do Rio de Janeiro, em 1555.  Índio corajoso e leal, Araribóia muito ajudou os portugueses na luta contra os franceses.  Praticou muitos atos de heroísmo.  Entre eles conta-se que atravessou a nado uma grande extensão de águas na baía de Guanabara para liderar o assalto ao Forte Coligny e incendiar o depósito de pólvora da fortaleza que os franceses ali haviam construído em 1556 logo em seguida à tomada da ilha na baía de Guanabara.  Com o auxílio de Araribóia os portugueses conseguiram vencer decididamente a luta contra os invasores liderados por Nicolau Durand de Villegainon.  Villegainon havia se associado aos índios Tamoios que lhe deram apoio de 70 mil homens.   

Mas os Tamoios eram há tempos inimigos dos Temiminós.  Este aspecto em muito facilitou o fervor da luta dos dois lados e a associação dos portugueses com Araribóia, que fortaleceu o lado português com  oito mil homens, indígenas conhecedores do território e inimigos dos Tamoios, foi de grande valia para o desfecho da luta. 

Os serviços prestados por Araribóia foram tão preciosos para Portugal que, em recompensa, o rei lhe concedeu o título de comendador da Ordem de Cristo e lhe ofereceu uma extensa porção de terra que incluia a  Praia Grande, na baía de Guanabara.  O chefe índio foi residir com sua gente nas terras que lhe foram doadas, instalando-se na encosta do morro São Lourenço, em 22 de novembro de 1573.    Convertido ao catolicismo pelos Jesuitas, Arariboia escolheu o nome de batismo de  Martim Afonso, em homenagem a Martim Afonso de Sousa.   Como recompensa pelos seus feitos, Arariboia recebeu também da Coroa Portuguesa a sesmaria de Niterói (em língua tupi, “água escondida”).   

 

ilha-do-gato-terra-dos-temiminos-mapa-rj-de-joao-teixeira-albernaz-1624

Ilha do Gato

Terra dos Temiminós

Mapa da baía da Guanabara

João Teixeira Albernaz, 1624

O arraial de Praia Grande, fundado por Araribóia, desenvolveu-se rapidamente.  Em 10 de maio de 1819 foi elevado a vila.  Em 1834 foi a vila real da Praia Grande escolhida para servir de sede à assembléia legislativa provincial, tornando-se então capital da provincia do Rio de Janeiro, em 1835.  No ano seguinte foi-lhe conferido o título de cidade com o nome de Niterói. 

Curiosamente, Arariboia morreu afogado nas proximidades da ilha de Mocanguê-mirim, ainda em 1574.

  

É considerado o fundador da cidade de Niterói, e uma estátua sua pode ser vista no centro da cidade, fronteira à estação das barcas, com os olhos voltados para a baía de Guanabara e a cidade do Niterói sob sua proteção.

arariboia

Araribóia, 1965
Dante Croce (Niterói 1937
Praça Martim Afonso, Niterói
Estado do Rio de Janeiro

Índio, ilustração de Maurício de Sousa.


(fonte de pesquisa site- http://www.peregrinacultural.wordpress.com)

Voltar Topo Indicar a um amigo Imprimir
 

123º Grupo Escoteiro Ararigboia - SP
Localização: EMEI ARTHUR ETHZEL
Rua Parque Domingos Luis, nº. 20
 Jardim São Paulo - SP  (Proximo metro Jardim São Paulo )

Mapa de Localização

  Nipotech